Daer não anunciou o local da nova ponte sobre o rio Caí e municípios terão que fazer o estudo

102
0
Compartilhar:

O Daer não anunciou na última quarta-feira, 18, o local em que deve ser construída a nova ponte sobre o rio Caí, na ligação entre Pareci Novo e Harmonia com São Sebastião do Caí. Nem alternativas foram apresentadas. Na reunião com prefeitos dos três municípios, os diretores do Daer informaram que nos próximos dias devem ser apresentadas alternativas de trechos onde a ponte poderá ser construída. E aí os próprios municípios terão de contratar uma empresa que deverá fazer um estudo e definir então o melhor local. E os próprios prefeitos também terão de ir atrás de recursos, provavelmente junto ao Governo Federal, já que o Estado não dispõe de recursos.

Em reunião, Daer informou que vai apresentar três alternativas e depois os municípios terão de contratar empresa para fazer o estudo técnico para o projeto
– Crédito: Prefeitura de Pareci Novo

A reunião, na tarde de quarta-feira, na sede do Daer, em Porto Alegre, contou com a presença dos prefeitos do Caí, Clóvis Duarte; de Pareci Novo e presidente da Associação dos Municípios do Vale do Caí (AMVARC), Oregino Francisco; e de Harmonia e presidente do CIS Caí, Carlos Alberto Fink (Lico), além do presidente do Conselho Regional de Desenvolvimento (Corede) e secretário de obras do Caí, Alzir Bach, do diretor executivo da AMVARC, Sérgio Moraes e do chefe de gabinete do Pareci, Luis Müller.

Os diretores do Daer informaram da necessidade de apontar três propostas de locais para a ponte e também o estudo de viabilidade técnica, econômica e ambiental. Só depois disso, com o local definido, se fará o projeto e posteriormente executará a construção, dependendo da captação de recursos. Com tudo isso, a construção da ponte ainda deve demorar. E a travessia do rio Caí vai continuar por mais tempo pelas três pontes estreitas do Matiel, onde tem ocorrido congestionamentos e acidentes. “É muita burocracia. Disseram que está tudo bem com as pontes antigas, mas estão com limitação de peso. Então tem algo de errado”, estranhou o prefeito do Pareci e presidente da AMVARC, Oregino Francisco.

Os prefeitos aproveitaram para pedir uma melhor sinalização nas pontes e principalmente no trevo da ligação do Caí com Harmonia e Pareci Novo, através da RS 124. Oregino diz que também tratou das rotatórias da RS 124 nos pontos mais críticos de acesso ao Pareci.

Texto: Guilherme Baptista

Compartilhar: