Idosa morre quando fazia roçada

253
0
Compartilhar:

Uma senhora de 71 anos foi encontrada já sem vida no início da tarde da última quinta-feira, dia 23, em Linha Passo Fundo, perto da cascata de Maratá. A Polícia Civil investiga as circunstâncias da morte. O corpo foi encontrado por volta do meio-dia e o local foi isolado pela Brigada Militar para a realização de perícia que junto com a necropsia do Instituto Médico Legal devem apontar a causa do óbito.

Dona Iloni Rambo Buttenbender estaria trabalhando na agricultura. Ela foi encontrada junto  de um córrego, distante cerca de cem metro e de sua casa, junto de uma foice com a qual estaria trabalhando numa roçada. A suspeita é de que teria escorregado e na queda um graveto atingiu uma artéria do braço, fazendo com que perdesse muito sangue e não resistisse ao grave ferimento. O marido Werno tinha saído de bicicleta para o centro e quando voltou estranhou a ausência da esposa. Os familiares saíram a sua procura e o neto Alexandre acabou a encontrando perto do arroio.

Dona Iloni era bastante conhecida e estimada. Sua morte gerou muita repercussão na comunidade. O neto Cleiton Specht lembra que os familiares pediram para ela não trabalhar, mas dona Iloni fazia questão de ajudar. Ela estava bem de saúde e sempre foi muito trabalhadora.  Além do marido Werno, deixou quatro filhos e demais familiares e amigos. O sepultamento aconteceu no final da tarde de ontem, sexta-feira, no cemitério de Maratá.

Guilherme Baptista

Compartilhar: