Pai e filho são presos no bairro São Martim com arsenal de armas

607
0
Compartilhar:

Após a denúncia de que um indivíduo estaria vendendo drogas no bairro São Martim, próximo ao mato nos fundos do chamado condomínio, a guarnição do Pelotão de Operações Especiais (POE) de São Sebastião do Caí deslocou até o local pouco antes do meio-dia de quarta-feira, dia 20. Os PMs avistaram um indivíduo com as características repassadas dias antes e este ao avistar a viatura retornou e teria dispensado algo no matagal. Ele foi abordado e identificado.
De acordo com a Brigada, após a realização de buscas, foi localizada uma espingarda calibre 36 carregada e um cartucho sobressalente extra. O acusado recebeu voz de prisão em flagrante por porte ilegal de arma de fogo.

Espingardas, garruchas, revólver e carabinas foram apreendidas
– Crédito: Brigada Militar

A companheira do acusado compareceu no local e relatou que desconhecia a existência da arma. Conforme a Brigada, ela autorizou a guarnição a realizar buscas na residência. Na casa nada foi localizado. Entretanto, de acordo com a Brigada, um adolescente disse que o padrasto havia chegado com uma mochila da oficina onde trabalha, na qual estaria acondicionada a arma. Na oficina mecânica o pai do acusado garantiu que não havia mais nenhuma munição e nem arma de fogo. Os brigadianos citam que ele autorizou os policiais a vistoriar o quarto onde o acusado dorme. Neste local nada foi localizado. No entanto, os PMs citam que um dos cômodos estava com a porta aberta e se conseguiu verificar a existência de estojos deflagrados. Os PMs realizaram buscas no local e aí afirmam que foram encontradas diversas armas, munições e espoletas.
Segundo a Brigada, o proprietário possui registro vencido de duas armas de fogo e o restante não se tem procedência somente numeração. Foi dado voz de prisão pela posse do armamento. Pai e filho, de 74 anos e 29 anos, foram conduzidos para a Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) de Montenegro, onde foi lavrado o flagrante. No total foram encontradas 17 armas. Foram apreendidas três espingardas artesanais e mais de calibres 36, 12, 32, 28, 22, revólver 22, duas garruchas calibre 22 e quatro carabinas de pressão. Também munição de vários calibres, estojos deflagrados e recarregáveis. A Polícia Civil estipulou fiança para ambos os acusados, mas até a noite de quarta-feira não tinham pagado e permaneciam presos. De acordo com a Brigada, o filho possui antecedentes criminais por disparo de arma de fogo, vias de fato, homicídio doloso, ameaça, lesão corporal e atentado violento ao pudor.

 

Guilherme Baptista

Compartilhar: