Polícia prende casal com grande quantidade de drogas e até metralhadora, na Bela Vista

84
0
Compartilhar:

Uma grande quantidade de drogas e armas foram apreendidas no bairro Bela Vista, em Bom Princípio, no final da tarde desta sexta-feira, dia 28 de setembro.

Por volta de 17h45min, policiais civis das Delegacias de Bom Princípio e São José do Hortêncio, juntamente com policiais militares de Bom Princípio, realizaram uma operação conjunta para cumprir um mandado de busca e apreensão num prédio próximo da igreja da Bela Vista. Em razão da movimentação, a Polícia já suspeitava que no local funcionava um ponto de venda de tóxico. Mas acabou se deparando com uma verdadeira “fábrica de drogas”, com duas grandes prensas hidráulicas, além de balança de precisão, em torno de 9 quilos de cocaína (incluindo do tipo escama de peixe, que é mais pura e cara), em tijolos e 152 buchas prontas para a venda, mais 3 quilos de maconha. Também armas de uso restrito, inclusive uma submetralhadora automática israelense Uzi 9 milímetros e pistola calibre 45, além de um revólver calibre 44, farta munição, 5 mil reais em dinheiro e outros diversos objetos.

 

Conforme o delegado de Bom Princípio, Marcos Eduardo Pepe, o local já vinha sendo investigado em parceria com a Brigada. “Em escala quase que industrial empacotavam cocaína e maconha, inclusive com um selo”, mostra o delegado. Foi preso no local o casal Maicon Flores, conhecido como “Lambretinha”, de 31 anos, e Andriara Gonçalves de Mattos dos Santos, 34 anos. Ambos eram de São Sebastião do Caí e estariam a poucos meses na Bela Vista neste prédio de dois pisos. Segundo a Polícia, Maicon já esteve preso por tráfico e tinha antecedentes por furtos, roubos, receptação e disparo de arma de fogo, a maioria cometidos no Caí. Já Andriara só tem uma ocorrência de lesão corporal. De acordo com o delegado, serão indiciados por tráfico, associação para o tráfico e porte de arma de fogo de uso restrito. Os acusados preferiram não dar declarações. Após lavrado o flagrante serão encaminhados para a Penitenciária Estadual de Montenegro.

 

Guilherme Baptista

Crédito: Polícia Civil e Brigada Militar

Compartilhar: