Presos em Bom Princípio tinham serrado grade para fugir do presídio

245
0
Compartilhar:

Os quatro indivíduos presos na RS 122, em Bom Princípio, na tarde da última sexta-feira, tinham fugido da Penitenciária Estadual de Venâncio Aires na madrugada do dia 28 de outubro, um sábado. Eles serraram a grade da cela e depois cortaram uma cerca antes de retomarem uma série de roubos e outros crimes. Os quatro têm uma vasta ficha criminal, que inclui acusações por assaltos, homicídios e outros delitos. Eles foram identificados como Maicon Ricardo da Silveira Soares, 26 anos, de Alvorada; Arlei da Silva, 39 anos, de Lajeado; Maicon Medeiros Rosa, 24 anos, de Lajeado; e João Pedro da Silva Trindade, 30 anos, de Porto Alegre. Imagens de câmeras mostram que vinham de um assalto a uma joalheria em Soledade.

Um policial militar de folga suspeitou dos indivíduos que estavam num automóvel Peugeot em Garibaldi. O carro era roubado e tinha placas clonadas, tendo sido usado em outros assaltos, como em residências de Garibaldi e São Vendelino, e na última terça-feira num mercado do bairro Conceição em São Sebastião do Caí. A quadrilha também é suspeita de roubos no Vale do Taquari, Serra e Vale do Caí. Foi feito então um grande cerco policial junto ao posto da Polícia Rodoviária Estadual de Bom Princípio, contando com a participação de policiais rodoviários e militares do município e também PMs do Caí, Feliz e da Serra. No veículo e com os quatro presos foram apreendidos: espingarda calibre 12, quatro pistolas, revólver, rádios comunicadores, colete balístico, punhais, toucas ninjas, grande quantidade de munições e miguelitos (metais pontiagudos usados para furar pneus de viaturas). Também foram localizados objetos que seriam provenientes do roubo a uma relojoaria de Soledade, como grande quantidade de jóias, relógios e dinheiro.

Conforme o comandante da Brigada Militar de Bom Princípio, sargento Marcelo Carvalho, a quadrilha já vinha sendo monitorada desde os roubos praticados na região. Segundo informações, iriam para o litoral, provavelmente para a prática de outros delitos. Por sorte não houve confronto e a Brigada conseguiu prender os quatro criminosos em precisar disparar nenhum tiro. Eles foram encaminhados para a Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) do Vale do Caí e depois para a Penitenciária Estadual de Montenegro.

Guilherme Baptista

Crédito da Foto: Brigada Militar

Compartilhar: