Adilson Warken é demitido do Atlético Mineiro

989
0
Compartilhar:

Desde julho do ano passado, em razão de uma cardiomiopatia  hipertrófica, o bom-principiense Adilson Warken tinha trocado a atuação como jogador profissional para fazer parte da comissão técnica do Atlético Mineiro. O ex-volante, de 32 anos, após o problema cardíaco, foi convidado pela direção do clube mineiro para trabalhar como auxiliar técnico. E vinha gostando do novo cargo.

Nesta segunda-feira, dia 6, Adilson foi surpreendido com a notícia de que não iria mais fazer parte da comissão técnica do Galo. Conforme notícia publicada pelo Superesportes, o diretor de futebol Rui Costa fez a comunicação ao empresário de Adilson, para que ele não se apresentar na próxima quarta-feira, dia 8, junto com o elenco do Atlético, até sua situação ser definida pela diretoria.

Adilson era auxiliar técnico do Galo desde julho do ano passado, quando deixou os gramados devido a problemas cardíacos
– Reprodução/FN

O Atlético trocou sua comissão técnica, assumindo agora Rafael Dudamel, que era técnico da Seleção da Venezuela. O novo treinador trouxe junto quatro novos integrantes de sua comissão. E por isso estão ocorrendo às mudanças.

Conforme o empresário de Adilson, Cristiano Manica, o ex-volante de Bom Princípio ficou “muito chateado” e surpreso com o seu desligamento, já que tinha a promessa do clube de que seria mantido até o fim do contrato, no final de 2020. Adilson estava arrumando as malas para voltar para Belo Horizonte quando foi comunicado que não faria mais parte da comissão técnica.

No mês passado, em 13 de dezembro, Adilson participou de uma atividade no Estádio Adolíbio Seibel (campo do Racing), em sua terra natal, no centro de Bom Princípio. Falou com meninos e meninas da escolinha de futebol, lembrando os tempos que iniciou no São José de Santa Teresinha, Racing e no Caxias, até se destacar no Grêmio, Terek da Rússia e mais recentemente no Atlético Mineiro. Ao lado de autoridades locais, como o prefeito Fábio Persch, vice-prefeito Joãozinho Weschenfelder e professores do programa Cuide-se, ressaltou aos alunos a importância não só de se dedicar ao esporte, mas principalmente aos estudos. Depois Adilson foi cercado pelos alunos e pais, para fotos e autógrafos.

Adilson ainda aguarda uma manifestação oficial da diretoria do Atlético Mineiro. Em nota, a assessoria de imprensa do Galo informou que a situação do auxiliar técnico ainda será definida pela diretoria.

 

Guilherme Baptista

Compartilhar: