Caminhoneiros prometem interromper a RS 122 no Caí nesta segunda-feira

412
0
Compartilhar:

 

Um protesto de caminhoneiros contra o aumento dos combustíveis e outras reivindicações está previsto para ocorrer nesta segunda-feira, dia 21, na RS 122, altura do quilômetro 16, em São Sebastião do Caí. A concentração será em frente ao Supercol, altura do bairro Rio Branco, próximo ao viaduto sobre a estrada que liga com São José do Hortêncio. Organizada pela Associação dos Motoristas do Vale do Caí, a manifestação está sendo realizada por caminhoneiros autônomos e empresários do transporte rodoviário de cargas.

Conforme os organizadores está previsto o bloqueio das vias em ambos os sentidos, a partir das 6h, até por volta de 18h, com interrupção por meia hora. De acordo com a programação dos organizadores do protesto, terá parada total das 6h às 6h30, seguindo depois das 9h às 9h30, 13h às 13h30 17h30 às 18h. Entre estes horários, terá passagem parcial somente para automóveis e ônibus, sendo o bloqueio por tempo indeterminado. Segundo os organizadores, a manifestação será pacífica. Entre as reivindicações: pedido da revogação do decreto que deu total liberdade na política de preços para o aumento do combustível; reduzir a zero a alíquota de PIS e Confins sobre combustíveis; apoio na PL que criou preços mínimos de transporte de carga e ao artigo da lei que define aos motoristas serem suspensos de pagar pedágio sob o eixo suspenso em praças de pedágio. A Polícia Rodoviária Estadual (PRE) informou que foi comunicada da manifestação é que irá fiscalizar o trecho.

Motoristas e proprietários de caminhões de todo o país prometem paralisar os serviços a partir desta segunda-feira. No Rio Grande do Sul está prevista uma assembléia dos sindicatos integrantes da Federação dos Caminhoneiros Autônomos a partir das 11 horas. Além de contra os aumentos de combustíveis, os caminhoneiros também protestam contra a precariedade das estradas. No Vale do Caí já houve paralisação em Montenegro na semana passada, quando caminhoneiros cruzaram os braços parando seus caminhões na margem da RSC 287. Mas na ocasião não houve interrupção de rodovia. A última grande paralisação de caminhoneiros no Estado aconteceu em 2015.

Guilherme Baptista

Foto: Outros protestos têm ocorrido pelo país devido ao aumento dos combustíveis

Crédito: Reprodução/Internet

Compartilhar: