Ex-padrasto confessa estupro e assassinato: “estava com pensamentos ruins”

1073
0
Compartilhar:

O delegado de Bom Princípio, Marcos Eduardo Pepe, se deslocou na noite de ontem, sexta-feira, dia 9, até a Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) de Lajeado, para tomar o depoimento de Elias dos Santos Silvestre. O ex-padrasto, de 39 anos, acusado de estuprar e assassinar a adolescente Jordana Tamires Christ Watthier, de 13 anos, no domingo de Páscoa em Bom Princípio, se entregou para a Brigada Militar em Teutônia, também no Vale do Taquari, ontem de noite, sendo então encaminhado para a DPPA. “O depoimento durou cerca de uma hora e meia. Ele confessou o crime”, diz o delegado, sobre o depoimento, que ocorreu durante a madrugada deste sábado. “Ele quis falar porque achou importante esclarecer os fatos”, completa.

Jordana Tamires Christ Wattier, de 13 anos, foi morta no domingo de Páscoa em Bom Princípio
– Reprodução/FN

Conforme falou para o delegado, o acusado não soube explicar o motivo do estupro e assassinato. “Disse que estava com pensamentos ruins desde sexta-feira. Que agora vai se entregar a Jesus”, afirma Segundo declarou no interrogatório, o acusado contou que na noite de sábado passado teria saído para dar uma volta com a enteada. Isso por volta de meia-noite. E não teriam notado a ausência deles na casa da família, situada no Loteamento Gauger, em Nova Colúmbia. Ele tinha um relacionamento de cerca de um ano com a mãe da vítima, que tem mais dois filhos. O crime, segundo relatou o acusado para a Polícia, teria ocorrido quando ele se deslocava com seu carro pela RS 122. “Ele disse que a menina tentou pular do carro por duas vezes. Quando ela conseguiu ele foi atrás e ocorreu o homicídio”, conta, sobre o estupro e o estrangulamento.

Corpo da menina de 13 anos foi encontrado na margem da RS 122, em Santa Teresinha
– Crédito: Polícia Civil

Após o crime, o acusado fugiu de carro para Montenegro, onde abandonou o seu Fiat Uno próximo da estação rodoviária, deixando no interior do carro a chave e seu celular. Ele admitiu que antes ligou para familiar, dizendo que tinha feito “besteira”. E que também telefonou para o quartel dos Bombeiros de Bom Princípio, informando onde estava o corpo da menina e inventando que estava pescando quando teria encontrado ela afogada no arroio Forromeco. Os bombeiros localizaram o corpo da adolescente num barranco, perto do arroio, na margem da RS 122, altura de Santa Teresinha, em torno de 15h30.

Delegado Marcos Eduardo Pepe tomou o depoimento do acusado na madrugada de hoje, após ele ser preso em Teutônia
– Arquivo/FN

Depois de abandonar o carro, o acusado disse que fugiu para o mato do morro São João, em Montenegro. E ali ficou escondido durante a noite. Disse que na segunda-feira pegou um ônibus para Venâncio Aires, onde já morou e teria familiares. E lá ficou escondido. Depois declarou que decidiu ir a pé para Teutônia, onde também têm parentes. Ao ser visto por familiares, diz que o convenceram a se entregar, pois a Polícia já tinha o procurado nas casas dos parentes. Disse que ninguém o escondeu e que fez tudo sozinho.

Segundo o delegado Pepe, o acusado foi indiciado por homicídio qualificado e estupro de vulnerável, já que a vítima era menor de 14 anos. Após o depoimento, o acusado foi recolhido ao sistema prisional. Ele já estava com prisão preventiva decretada pela Justiça. Também já esteve preso anteriormente e tem antecedentes criminais por outros três crimes sexuais, inclusive contra duas menores, além de um roubo. Foi condenado a 12 anos de prisão e estava em liberdade condicional. De acordo com o delegado, o inquérito deve ser concluído em até dez dias.

 

Guilherme Baptista

Compartilhar: