Trabalhador autônomo pode baixar aplicativo para receber auxílio de R$600

1845
0
Compartilhar:

A partir da manhã desta terça-feira, dia 07 de abril, os trabalhadores informais não inscritos em programas sociais poderão baixar o aplicativo da Caixa Econômica Federal que permite cadastramento para receber a renda básica emergencial.

Para compensar a perda econômica devido a pandemia do Covid-19, o auxílio (de R$600,00 ou R$1,2 mil para mães solteiras) será pago pelo menos três meses.

A Caixa Econômica Federal lançou também uma página (https://auxilio.caixa.gov.br/#/inicio) e uma central de atendimento telefônico para retirada de dúvidas e a realização do cadastro. Mais detalhes ainda serão divulgados após evento no Palácio do Planalto.

Devem cadastrar-se trabalhadores autônomos não inscritos no CadÚnico (Cadastro Único de Programas Sociais) e que não pagam nenhuma contribuição para o INSS. Quem não sabe se está no CadÚnico pode conferir ao digitar o número do CPF (Cadastro de Pessoas Físicas) no aplicativo.

Os contribuintes da Previdência como autônomos ou microempreendedor individual (MEI) já possuem o nome processado pela Caixa e está automaticamente apto para receber o benefício. A renda básica emergencial começará a ser paga ainda nesta terça-feira para os que já estão nos cadastros do governo. Segundo o ministro Onyx Lorenzoni, até está quarta-feira, dia 08 de abril, devem ser concluídos os pagamentos deste primeiro grupo.

Quanto aos trabalhadores autônomos que ainda não estão cadastrados, o pagamento será feito em até 48 horas depois da conclusão do cadastro no aplicativo, podendo ser depositado em contas poupança digitais, ou transferido para qualquer conta bancária sem custos. Os que não possuem conta em bancos poderão retirar o benefício nas casas lotéricas. O próprio aplicativo, ao analisar o CPF, verificará se o trabalhador cumpre os cerca de 10 requisitos exigidos pela lei para o recebimento da renda básica.

 

Aline Hanauer

Foto: Ilustrativa

Compartilhar: